24/03/10

Continente Africano


Desde do ano passado já havia iniciado os assuntos relacionados a África.
Este ano já estou produzindo trabalhos relacionados ao tema. Além de utilizar os materiais didáticos como por exemplo o livro "Santa Catarina de toda a gente" lendo e ensinando os alunos a produção de textos, e assim conhecendo um pouco da historia do nosso estado, que ficou por muito tempo adormecida. Também utilizo os livros de literatura maravilhosos que chegaram nas escolas. E também uma ferramenta importante que contribui para o enriquecimento das aulas, quando bem elaboradas, que é a internet.
As crianças estão entusiasmadas, querendo conhecer e aprender. Assim como eu!!

28/09/09

Aula também de política na cobrança por melhorias

A ação das crianças do Mariano Costa não se restringiu à questão ambiental. Elas se transformaram nos vigilantes do bairro Adhemar Garcia ao tomarem para si a função de cobrar do poder público ações para revitalizar o terreno. Primeiro, chamaram o secretário regional para pedir que a área passasse por uma limpeza. Depois, foram até o então prefeito, Marco Tebaldi, para solicitar um parque e os equipamentos para a construção de uma praça.

Os alunos tiveram boas lições de política. Enviaram cartas ao prefeito e arquivaram todas as respostas recebidas. Entrevistaram autoridades e pediram providências. “Pedimos a praça em julho de 2007 e ele nos enviou resposta dizendo que iríamos ganhar. Só que a promessa não foi cumprida”, lamenta o aluno André Cipriano

Publicado no Jornal ANoticia de Joinville - 05/06/2009

Dia do meio Ambiente


AN VERDE- Reportagem do dia 05 de junho.

Os vigilantes do bairro
Alunos do Caic Mariano Costa dão exemplo de amor e dedicação ao meio ambiente e à comunidade
Eles são pequenos, mas não se engane. Por trás da aparente fragilidade e da voz infantil existem verdadeiros protetores do meio ambiente, capazes de mobilizar toda a comunidade em torno de uma proposta. Estes são os alunos da 4ª série do Caic Mariano Costa, de Joinville, os idealizadores do projeto “Terreno bem cuidado, futuro preservado!”, uma lição de amor à natureza e valorização da comunidade.

Ao lado deles está a professora Mari Cipriano, responsável por colocar em prática a ideia que brotou dos próprios alunos quando ainda estavam na 2ª série. Era para ser somente um estudo sobre o bairro Adhemar Garcia, mas acabou virando algo muito maior.

“Uma das atividades de estudo do bairro era o diagnóstico dos problemas que mais incomodavam as famílias. O lixo ficou em primeiro lugar”, recorda Mari.

Com o problema identificado, a professora desafiou as crianças a encontrar soluções. Foi aí que surgiu outra questão prática associada ao lixo: o grande número de terrenos baldios abandonados ou mal-conservados na região. “Nós contamos quantos terrenos públicos abandonados existiam por aqui e decidimos começar a trabalhar essa questão”, relata.

Um terreno bem perto da escola concentrou as ações dos alunos. “Nossa, tinha muito lixo lá! Tinha até animal morto, móvel, plástico. Não dava para fazer nada”, comenta o pequeno André Eduardo Cipriano, um dos líderes do projeto. A ideia era revitalizar o lugar e transformá-lo em uma praça para a comunidade.

O primeiro passo foi bolar uma campanha de conscientização e partir para a panfletagem.

Na aula de informática, as crianças fizeram desenhos que ilustraram um folder distribuído pelo bairro. Mais tarde, as imagens foram usadas em uma camiseta. Os pequenos vestiram, literalmente, a camisa do projeto. “Eles se engajaram muito, desde o começo”, comenta a professora.

Depois, a criançada também pôs a mão na massa na construção de placas de orientação à comunidade. “Nós que desenhamos e pintamos as letras”, orgulha-se André. As ações foram combinadas com aulas teóricas de todas as disciplinas. “Foram várias visitas ao terreno, sempre com alguma disciplina sendo privilegiada. Fizemos muitos textos, mapas e diversas atividades relacionadas ao assunto”, enumera Mari.

19/05/09

Preferencias...

No mundo existem muitas coisas boas como:
amor,paz,paixão,soliedariedade,amizade,respeito,educação,sinceridade com todas as pessoas que existem no mundo.Os amigos também são coisas boas a família também é,os amigos servem para:brincar,estudar,contar segredos etc...,a família serve para nos ensinar muitas e muitas coisas,para passear.A escola também é porque a gente aprende as coisas e para que serve as matérias,no recreio para conversar com os amigos,a professora também é uma coisa muito boa porque ela nos ensina e a gente estuda.No mundo as coisas boas também são:guloseimas,sorvete,chips,refrigerante,lasanha,pizza,pastel,tapioca,strogonoff etc...
No nosso planeta também existem as coisas ruins como:a poluição dos mares,rios,da terra,da natureza etc...O tráfico também é uma coisa ruim,drogas,cadeia,bandidos,furtos,a extinção dos animais,as doenças,o cigarro...
Nós temos que fazer alguma coisa para o nosso mundo melhorar recicle,não polua,não mate os animais,chega de tráfico,drogas,cigarros,bandidos,furtos chega.


Gabriela Alayo Hidalgo Schulz.

Coisas Preciosas!

Nosso mundo é muito bom tem coisa doce,coisa salgada,brincadeiras,histórias e muita diversão com minha família.Os meus doces preveridos são:bala,chocolate,sorvete,brigadeiro,torta de bolacha,rocambole e bolacha recheada.Já as comidas salgadas de minha preferência são:salgadinhos,chips,pizza,e muitos outros.
Mais neste mundo também tem coisa ruim,pessoas que não tem sentimentos,gente que não se importa com os outros,algumas coisas ruins que tem no mundo e são cometidas por estas pessoas sem coração são:mortes,desmatamentos,
poluíção,violência e etc...
Por isso hoje eu peço que todos parem pra pensar,que repensem em tudo que estão fazendo e gostem de fazer o bem,gostem de se divertir e não de fazer o mal.

Aluna:Aline Gabriela de Oliveira.

08/07/08

Escolha um nome para a praça.

Na enquete ao lado, você pode votar em um nome para a praça.

24/06/08

Aprendizagem Signicativa


Essa turma é mesmo demais, no dia 19 de junho os alunos foram convidados para fazer o plantiu de algumas mudas de árvores no Parque Caieira. Juntamente com um representante da Fundema ( Fundação Municipal e Meio Ambiente de Joinville) Sr. Jean que explicou como proceder no plantio das mudas.



Todos ouviram atentamente e iniciaram o plantio: Quaresmeira, olandim, gabriuva...foram algumas das espécies plantadas.



Mãos que plantam o nosso futuro!













Isso é aprendizagem significativa!

PARABÉNS!

13/06/08

Deu trabalho mas o resultado foi bacana!

CONSCIENTIZAÇÃO !


Somos uma equipe, trabalhos juntos e o resultado está aí.
Parabéns, meus queridos alunos, vocês são cidadãos consciente do seu papel de agente transformador!

PARÓDIAS: Aprenda com estes tesouros!




Palavras mágicas

Algumas palavrinhas são mágicas

E ajudam a viver melhor

Por favor ajunte o lixo

jogue na lixeira

pode deixar

Vem brincar comigo

Nesse planeta lindo

E ajude a preservar

Papel, plático, vidro, metal

Reciclar é bom demais

Esse planetinha lindo

Planetinha lindo

É bom demais

Tem o sol e o ar, a terra e o mar

para preservar

Se alguém quiser reciclar

Muito obrigado, muito obrigado

Se alguém quiser preservar

Se junte a nós

Se junte a nós

Se junte a nós

Então é bom acreditar

A vida é bem melhor se a gente tem

O que?

Alunos 3 ª B - intermediário ( Música- Palavras Mágicas - Eliana)

Cantando as paródias, é show!



É a flor

É a flor que nasce de uma semente
que acabei de plantar.
Com cuidado e com carinho
ela cresce sem parar.
E deixo elas no jardim para enfeitar.
É uma flor...
Aluno: Victor Hugo -3 E ( Música: É o amor - Zeze di Camargo)





RECICLAR






Reciclar
Uma palavra perdida
jamais esquecida
Me faz preservar
Contendo oito letrinhas
e todas juntinhas
se lê RECICLAR
Reciclar é amar
E também preservar
Um pouquinho de amor
Que alguém sempre tem que levar
Reciclou o papel
O ar purificou
Responsavel é você
pelo que reciclou...
Aluno: Luis Guilherme - 3 E (música-Cativar- Jorge Lacerda)

09/06/08

Relatório do Passeio no Parque Caieira




O grupo do meio ambiente


No dia 05 de junho de 2008 da turma 3ª E fez um passeio ao Parque Caieiras.
Chegando lá fomos atendidos pelas atendentes Rafaela e a Michele.
Primeiro jogamos o jogo da memória depois seguimos a trilha.
Então copiamos o texto da restinga.
Depois ela anunciou que iríamos plantar três tipos de árvores: Quaresmeira, Olandim e Mulundum.
A seguir apreciamos a beleza de uma figueira, que tinha em média de 150 a 200 anos.
Vimos o Olandim, o Samambaião de brejo, o Algodoeiro e as Bromélias terrestres.
Olhamos o liquens vermelhos, ou seja tem muitos ar puro no local.
Ela explicou que os sambaquianos de antigamente, eram bem baixos as mulheres 1,52 e os homens tinham 1,63.
As munitoras falaram que ha 43 espécies de aves e muitas cobras.
E chegamos até o sambaquis. Você sabia? Que tem 42 sambaquis registrados.
O segundo maior tem de 12 a 13 metros de altura.
Chegamos na lagoa do Saguaçu.
Achamos marcas que eram usados para fazer ferramentas.
Voltamos para fazer um lanche tranqüilo.
Então elas sortearam semente de palmito com terra adubada.



Autores: Daiane e João Pedro Martins. - 3ªE














Passeio no parque caieiras

Chegamos no Parque Caieira. A moça Rafaela nos atendeu.
E falou sobre três arvores que se chamavam: Quaresmeira, Olandim e Mulundu.
Nós jogamos o jogo da memória dos animais do parque.
Tivemos que encontrar alguns objetos que não pertenciam ao parque.
O Parque Caieira se chama assim porque antes tinha uma fabrica de cal.
Restinga
"As restinga estão distribuídas ao litoral brasileira e por várias artes do mundo.
No parque a restingas ocupa uma área de aproximadamente 5867 km".
Onde tem liquens vermelho tem verde. É a indicação que o ar está puro.
O olandim foi usado para fazer barcos e móveis.
A figueira serve de casas para muitos animais. No parque tem animais noturnos.




A figueira tem de 150 a 200 anos.
No parque Caieira tem sambaqui de 3.600 anos.
Os sambaquianos tem 1,63 e asmulheres 1,52.
Em Joinville, tem 42 sambaquis que pode dar de 12 a 13 metros.
Depois fizemos um lanche e ficamos brincar.

Voltamos para escola e nós gostamos muito do passeio.



Autores: Amanda e Naiara 3ªE





Os alunos ecologistas

Nós chegamos no parque Caieiras, as orientadoras que se chamavam: Rafaela e Michele, explicaram como funcionava o parque, elas também falaram que íamos plantar: Quaresmeira, Olandim, Bulundum.
Nós fomos até uma sala ver o mapa do parque Caieiras.
Nós nos separamos em dois grupos o nome de cada grupo é: as meninas ecologistas e os meninos ambientais.
Nós jogamos o jogo da memória, os meninos ganharam de lavada.
Depois nos fomos jogar um jogo que nós tínhamos que encontras coisas que não fazem parte da natureza. Agora as meninas ganharam e o placar ficou 100 á 100. enquanto os meninos e meninas iam chegando nós copiamos sobre as restingas.
"As restingas estão distribuídas ao longo do litoral brasileiro e por várias partes do mundo. No parque a restinga ocupa uma área de aproximadamente, 5.867 km".
A Rafaela falou que o araçá é parente de goiaba, também falou que existem dois tipos de bromélias, as bromélias rasteiras e a bromélia que fica no galho da arvore.
Existem dois tipos de vegetação. A restinga e o mangue.
Depois nós começamos a ver uma coisa vermelha na árvores, a Rafaela falou que se chama liquens. Os liquens significa ar puro no local.
Depois nós fomos para outra trilha que se chama trilha ecológica com alguns metros de extensão.
Depois a Rafaela falou sobre a figueira, falou que a figueira serve de casa para plantas e animais, o nome da raiz da figueira é tabular.
A Rafaela também falou sobre as bromélias rasteiras, nas bromélias rasteiras nós encontramos perereca, aranhas, etc.
Ela falou sobre um cupinzeiro, o cupinzeiro é a casa dos cupins.
E nos encontramos a barba de velho que da para fazer ninhos de passarinhos e também significa ar puro.
No manguezal nós encontramos: mangue branco, samambaião, do brejo e algodoeiro.
A Rafaela falou sobre os sambaquianos. Os sambaquianos que viveram no parque a mais de 3.600 anos. Eles mediam 1,52 as mulheres e 1,62 os homens, eles viveram até 40 anos, eles comiam peixes, e outros mamíferos de pequeno porte.
Os sambaquis não podem ser distruídos.
Há em Joinville 42 sambaquis.
Nós lanchamos tranquilamente no parque, e sortearam muitas sementes.
E brincamos de pega-pega.
E voltamos para a escola.











O grupo do meio ambiente



Autoras: Celine e Gabriela


06/06/08

SEMANA DO MEIO AMBIENTE

Na semana do meio ambiente os alunos foram até o parque CAIEIRA.
As munitoras realizaram algumas atividades como:

Jogo da memória- animais do parque.
Trilha ecológia.
Registro do que não pertencia ao ambiente.
Explicação sobre o parque.
Visita ao Sambaqui.

05/06/08

Nossa grande aliada.

A sala informatizada é a nossa grande aliada e rica fonte de pesquisa. Ampliando nossos conhecimentos na diversidade de informações e na troca de experiências. Além de conhecer os variados recursos que estão disponíveis no computador. Entre eles: paint, word, power point, internet, blog...

27/05/08

Textos do alunos:

Estudando sobre as plantas os alunos elaboraram um texto podendo pesquisar na internet, nos livros e com os familiares:


GIRASSOL

É uma flor que muita gente tem em casa. Quando sai o sol, esta flor fica voltada para ele, por isso é chamado e girassol.
Aluna: Tamires - 3ªB

FEIJÃO

Este é o pé de feijão, uma planta que produz vagens. É dentro das vagens que ficam os grãos de feijões que usamos em nossa alimentação. Ele é rico em ferro, uma vitamina importante para nossa saúde.

Aluno: Thiago Inácio – 3ª B

O pé de feijão é uma planta que produz vagens de até 15 cm de comprimento. É dentro das vagens que ficam os grãos dos próprios feijões que usamos em nossa alimentação.

Carolina - 3ª B


AS ALGAS MARINHAS.

O termo alga engloba diversos grupos de vegetais fotossintetizantes, pertencentes a reinos distintos, mas tendo em comum o fato de serem desprovidos de oxigênio. E as algas marinhas são responsáveis pelo oxigênio dos peixes.

Aluna: Ana Clara 3ª B

AS SAMAMBAIAS

Plantas do grupo dos pteridófitos, não conseguem sobreviver em qualquer ambiente terrestre como os ambientes mais secos, pois depende da água.

Aluna: Milena


http://images.google.com.br/images?hl=pt-BR&q=sementes&gbv=2

TOMATE

É consumido como saladas.

Para preparo de sanduíches e sucos.

É uma fruta com muitas vitaminas.

É um alimento saudável, nutritivo e muito gostoso.

Ajuda a prevenir o câncer.

Aluna: Yasmim – 3ª B

MILHO

O grão de milho é plantado e forma a raiz que firma no chão, onde forma o caule com folhas e nascem as espigas, que são o milho e pode ser consumido de várias formas, cozido, até mesmo bolo e pão.

Aluno Lucas – 3ª B




14/05/08

Olha que coisa mais linda mais cheia de graça, é essa turma que vem e que passa!


As turmas B e E da terceira série, movimentaram- se, nesta terça-ferira, com disposição e muita alegria, levaram até o terreno baldio as novas placas. O terreno está bem diferente do que era antes. Graças ao trabalho desta turma de conscientizar a comunidade local.





15/04/08

Conscientização sobre a dengue!

Durante a semana elaboramos cartazes explicativos sobre a DENGUE.
Todos se empenharam, agora junte-se a nós para combater,
o mosquito transmissor desta doença.


03/04/08

Dia Especial!


Hoje foi um dia especial, saímos para um passeio de estudos, no Aterro Sanitário de Joinville. Constatamos que:

Ø A população de Joinville produz muito lixo e somente 2% é reciclado.

Ø O Aterro Sanitário recebe tratamento adequado para o solo e para o chorume que é produzido pelo lixo, (segundo o engenheiro ambiental Marcelo).

Ø Cada habitante produz 800g. de lixo diário.

Ø A população produz 400 toneladas ao dia.

Ø E o mais impressiona que a metade desse lixo, poderia ser reciclado.

27/03/08

Fazendo vistoria!

Esta semana fizemos uma vistoria no terreno onde será o parque.Constatamos que os moradores estão colaborando, não estão jogando lixo no terreno e as mudas de árvores estão todas lá. Inclusive foi plantada mais uma muda que já está florindo! Isso é 10!
As placas foram retiradas para uma nova pintura, e logo estarão lá.

A poluição do ambiente, provoca muitas doenças, inclusive a DENGUE.



Após análise e discussão sobre o tema, anote o que podemos fazer para combater a dengue.